Como escolher as alianças de casamento!

Artigo colocado em Outros, Vestuário | 0

A troca de alianças entre os noivos é uma das etapas mais importantes de qualquer cerimónia de casamento! Símbolos do compromisso que os noivos assumem um para com o outro, em frente a toda a família e amigos, estes anéis são tudo menos vulgares. E escolhê-los não é tarefa fácil. Os noivos que os digam.

O anel de noivado é apenas o primeiro!

Segundo a tradição, quem escolhe e compra este primeiro anel é o noivo, ainda antes de ser, efectivamente, o noivo. Mas nem sempre é comprado. Por vezes os anéis de noivado são anéis que passam de geração em geração, contribuindo para uma tradição de família íntima e unicamente importante para cada um dos envolvidos.

No entanto, há sempre quem prefira deixar à noiva a escolha deste anel. Nem sempre de uma forma tão idílica como A Diva da Moda (Sweet Home Alabama, 2002) nos faz imaginar, mas escolher o anel de noivado a dois também tem o seu encanto. Afinal de contas, é o símbolo do início de uma vida a dois e, como tal, pode bem ser uma escolha inicial, conjunta.

Um pedido de casamento que traz consigo um catálogo ao vivo de mil e um anéis à escolha!
Só mesmo em filme: um pedido de casamento que traz consigo um catálogo ao vivo de mil e um anéis à escolha!

Alianças tradicionais vs. opções mais modernas!




Escolhido o anel de noivado, exclusivo da noiva, chega a hora de escolher as alianças para ambos. Tradicionalmente, as alianças são uns anéis muito simples, simples voltas douradas, com uma inscrição no seu interior: o nome do parceiro e a data do casamento. São peças tão simples que não são femininas ou masculinas na sua essência, variando apenas quanto à grossura da volta e à cor.

No entanto, cada vez mais, os noivos optam por alternativas mais criativas. Para começar, já não se sente uma necessidade de ter dois anéis exatamente iguais. As noivas escolhem, frequentemente, alianças com brilhantes, enquanto os noivos optam por alianças sem brilhantes nem pedras, com voltas mais grossas e, por vezes, uma cor mais fria. Também há alianças que unem ouro e ouro branco, em entrançados adequados para ambos, ou entrançados adequados, cada um, ao noivo ou à noiva.

Um par de alianças diferentes mas complementares.
Um par de alianças diferentes mas complementares.

E não é só o exterior destes anéis que se altera. Também no interior, os noivos começam já a optar por gravações diferentes, escolhendo algo que os una, algo que íntimo, cujo significado apenas eles conhecem. Pequenos detalhes da sua relação, como a data em que se conheceram ou a primeira palavra que trocaram, o dia em que disseram que se amavam ou o local onde isso aconteceu. Estes são apenas exemplos.

E vocês? Já decidiram o que vão gravar nas vossas alianças?

Deixa uma resposta


8 − = 5